#YACON na Europa

Em 2014, o mercado europeu ficou aberto a importações de #yacon.

A Alara, foi a primeira empresa a receber a aprovação da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) para o uso do #yacon como alimento, recorrendo ao xarope e pó, importado principalmente do Perú.

Só para a Alemanha, o Perú em 2016, exportou 7 toneladas e para o Reino Unido 9 toneladas.

A Europa não é um produtor de yacon, mas alguns países estão a experimentar a produção. A República Checa é um dos principais produtores de yacon na Europa. No entanto, a produção é principalmente experimental e as quantidades de produção são insignificantes até ao momento.

O Yacon é um produto de nicho interessante para o crescente grupo de consumidores diabéticos na Europa. O seu baixo índice glicêmico (IG) e o nível de frutooligossacarídeos (FOS) tornam-no um produto atractivo.

Um IG baixo indica que leva mais tempo para o corpo processar o açúcar e que os níveis de açúcar no sangue aumentam lentamente.

Além disso, de acordo com uma nova e importante alegação de saúde, os fabricantes de alimentos que usem o FOS nos seus produtos, podem fazer alegações de saúde, como "estabilizar a glicemia" ou "regula a glicose no sangue".

Em 2015, 9% da população europeia era diabética. Espera-se que este grupo cresça nos próximos anos para 11% do total da população europeia em 2040.

Segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF), espera-se que os países referidos na imagem, tenham as maiores populações diabéticas na Europa, pelo menos até 2030.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s